Flat design e simplicidade em websites

Desde a invenção do desktop em computadores, foram aplicadas metáforas às interfaces gráficas que faziam referência aos elementos físicos e sociais da época. Por isso, alguns ícones, como o de “salvar”, até hoje é representado como um floppy disk, ou seja, um disquete.

Tais metáforas, são conhecidas como Skeumorfismo, pois os elementos tendem a imitar àqueles da vida real. No entanto, tais referências estão sendo revistas ultimamente. Até mesmo a Apple, a maior defensora desse tipo de aplicação, tem se rendido ao minimalismo, simplicidade e versatilidade do Flat design.


iBooks – iPad / Apple

Segundo Steven Johnson, “o desktop começa com a descoberta da metáfora do escritório e em seguida examina as dificuldades da representação da vida social nessa moldura limitada”. Com isso, mesmo com uma inserção cada vez maior da sociedade no ambiente digital e a mudança de paradigmas cotidianos e sociais, alguns sistemas e aplicações retrocediam com um Skeumorfismo mal aplicado, criando interfaces anacrônicas como o Magic Cap e o Microsoft Bob, que tentavam simular ambientes reais completos com cômodos e móveis, ignorando toda evolução tecnológica e as novas gerações organicamente digitais. ( Flat design e a re-cultura da Interface –  uxdesign.blog.br )

 

A própria Apple na apresentação do seu iOS7 deixa clara a mudança de paradigma:
“Nada que já criamos foi concebido apenas para ser bonito. Esta é uma oportunidade próxima do fim errado. Em vez disso, à medida que reconsideramos o iOS, nosso objetivo era criar uma experiência que fosse mais simples, mais útil e mais agradável -, enquanto construíamos as coisas que as pessoas gostam no iOS. Em última análise, redesenhar a forma como ele funciona nos levou a reformular a forma como ele se parece. Porque um bom design é o projeto que está em serviço da experiência.”
( iOS7 – Apple http://www.apple.com/ios/design/)

Já o Windows Phone da Microsoft, foi concebido originalmente utilizando o Flat design. Podemos perceber que ao invés de iconografias, o sistema operacional faz uso de infografias e dá foco total ao conteúdo, sem molduras ou distrações.

 

Como o flat design pode ser aplicado aos websites?

Há alguns anos atrás, desde o lançamento do primeiro iPhone, levados pela influência do design da Apple, muitos web designers entraram na onda fazendo layouts cheio de texturas de papel, couro, efeitos profundidade e etc. Porém, com a ascensão dos próprios smartphones e tablets, observou-se a necessidade de se criar websites que fossem responsivos, que se adaptem a vários tamanhos de tela. Nesse sentido, o Skeumorfismo saía perdendo, pois necessitava de muito mais elementos de imagens e isso limitava o desing adaptável.

Contudo, o Flat design começou a ser tomado como base para a criação dessa nova geração de conteúdo para a web, já que ele é maleável, simples e minimalista. Agora, tipografia, conteúdo, cores e fotos estão no centro da atenção, não mais encaixados em molduras cheias de floreios e elementos que desviam a atenção do usuário.

Observando tais qualidades, várias empresas têm atualizado seus websites para se encaixarem no novo paradigma, não somente pelo lado estético, mas funcional. Exemplos de sites como os citados são nokia.com, miumiu.com, dolcegabbana.com, abduzeedo.com.br e consul.com.br.

Escrito pelos colaboradores: Andrei e Vitor

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Comentários